segunda-feira, junho 30, 2008

Personal friend

Era só o que faltava na minha vida sem um plano divino, um personal friend.
A que ponto nós chegamos, tsc. Se bem que o que tem de gente que só vai pra noite na aba dos outros, diria que o personal friend seria o aba de plantão sem máscaras e dizendo bem a que veio.
Mesmo desconfiando que Deus não tenha realmente um plano de vida pra mim, continuo preferindo meu personal Jesus.

domingo, junho 29, 2008

sábado, junho 14, 2008

Pra quem nunca saiu do porão...

...ela está indo pro lado de fora em grande estilo:





E pro babaca do pai-avô, nem a Rita Cadillac rebolando no presídio ele tem, pra ver a pindaíba do vovô traquinas.

segunda-feira, junho 09, 2008

Presidente afirma que pode expandir a tecnologia com países africanos e sul-americanos.
Lula rebateu as críticas de que a cana seria responsável pelo desmatamento da Amazônia.
Fonte: site G1

Pois eu acho o contrário. Na minha opinião a cana tem culpa: todo mundo aqui no Brasil, inclusive o Presidente, toma uma caninha e depois vai lá na Amazônia devastar a floresta, trêbados de biocombustível.

Nada a ver com o caso Isabella, ok?

Tudo bem que maus-tratos a qualquer ser vivo, principalmente quando a vítima da agressão não pode se defender, é injustificável. Mas o ser humano é uma das criaturas mais engraçadas e esquisitas deste planeta. Não é à toa que Hitler referia-se a nós, seres humanos, como uma bactéria ridícula e desprezível.
O que mais existe no Brasil e no mundo são maus-tratos inflingidos às crianças e, não raro, tendo como testemunhas os próprios familiares e os vizinhos. Neste caso, Bob, um poodle de 4 meses, foi espancado pelo dono e teve suas patas quebradas depois de ser jogado contra a parede. Os vizinhos, revoltados, quase fizeram o mesmo com o rapaz, que teve que fugir da fúria do pessoal. Agora eu fico a pensar: salvo quando o pior já aconteceu, como o estupro ou a morte da criança, no qual todos querem aparecer e linchar o criminoso, todos ficam quietos e assistem impassíveis uma criança aparecer com marcas de surra, arranhões e fingem que não têm nada a ver com isso. Não que seja errado ajudar um animal torturado, pelo contrário, devemos ajudar sim, mas quem dera esses vizinhos tivessem a gana de justiça para os homens como tiveram por esse cãozinho. É, o mundo vive subjugado à maldade e ao comodismo. Quase concordo com essa idéia de bactéria ridícula e desprezível.

sexta-feira, junho 06, 2008

Aprendi a falar Medvedev!!!

O nome dele significa urso, que foooooooofo!
E quando a "teacher" se empolga? Big man! Caraca, nem eu.



Vamos lá, repitam com ela: Med - vee´- ah - div! E não façam como tia Hillary, estudem bem a lição antes de sair de casa.

quinta-feira, junho 05, 2008

Tá tudo escuro pra mim!

Que aspirante de taróloga mais charlatã! Barack é o indicado mesmo, acho que as colunas do método estavam trocadas, ou sou mesmo uma péssima intérprete de símbolos. Devo ter estudado na escola de Mãe Dinah, estou çoletrãno no tarô!

terça-feira, junho 03, 2008

Preguiçosa que só uma taurina...

Vidinha mais ou menos... Affff. Coisinha boa pra rir foi assistir Superpop com Gimenez e Marcelo Resende falando abobrinhas sobre o interminável caso Isabella. Não tem mais o que comentar e a RedeTv! continua insistindo neste assunto. Como está proibido falar sobre novelas da Globo e BBB, o negócio é explorar sofrimento alheio mesmo que seja o assassinato de uma criança.
Ah é, o Yves Saint-Laurent morreu no último domingo e isso não tem nada a ver com o caso Isabella.

domingo, junho 01, 2008

Mais Taurina em 2008!

Uma pequena amostra da minha revolução solar para este ano de 2008, de acordo com o site Personare:

O ANO DE TOURO: CONSOLIDAÇÃO E ESTRUTURA
A qualidade do seu ano astrológico, Doraci, leva a marca de Touro como signo de abertura. Enquanto signo de Terra, Touro sugere ser este um ano de concentração de energias com o objetivo de realizações objetivas no plano prático. Um ano taurino é aquele em que os critérios de valor ficam enfatizados, de maneira que você passa a atentar - com muita objetividade - para as coisas que, neste momento, realmente têm valor para você. Isto envolve também, vale dizer, saber se dar valor e observar com mais afinco suas mais sólidas e profundas qualidades. Não falo apenas dentro de um ponto de vista material, mas principalmente dentro de uma perspectiva interior.

Touro representa a semente que, já plantada, germina. Assim sendo, não é um ano para início de movimentos novos, mas para a fixação de impulsos que foram iniciados no passado. É um ano para que seus projetos, movimentos, idéias e impulsos criem raízes e se firmem solidamente no contexto da realidade do aqui-e-agora do mundo material.

Seus movimentos este ano demandarão tempo. Com Touro, a velocidade não é alta, pelo contrário. Deste modo, aceite que determinadas coisas pedirão um processo orgânico, em que tudo se desenvolve de uma forma menos dinâmica, mas mais profunda. Este é um ano de ações estrategicamente pensadas, e não de impulsos desmedidos. E como Touro é um signo fecundo, seu maior dom este ano será o de fazer as coisas brotarem, onde quer que você passe. Sua capacidade de nutrir se manifestará de maneira notável, e tudo se tornará mais sólido ao seu redor, por influência sua.

É, tudo indica que eu e minha irmãzinha caçula faremos um ótimo negócio! Feliz 2008 pra mim neste novo ciclo solar!

Iniquidade fictícia

Como boa noveleira que sou,não pude deixar de assistir ao último capítulo de Duas Caras. É incrivel como um vilão fica bonzinho em menos de 1 mês; permanece 2 anos numa cadeia pra sair e descobrir que não tem mais nada, mas tem um telefone celular funcionando (onde estava o celular nestes 2 anos pra conta ainda estar ativada?)e depois viaja e termina tudo bem, numa ilha paradisíaca.
Pior de tudo são os finais repetidos pros vilões. Maria Sílvia no exterior com um bofe levando taças de champagne pra ela num quarto de hotel lembra o final de Bia Falcão em Belíssima. E quer coisa mais maldosa que a filha de Juvenal participar de casamento coletivo na favela? Farei igual o Jojô: fazendo o favor????? Que final mais infeliz pra Paty favelada.
De resto, tudo previsível e chato: Alzira escorregando no pau (nada mais lógico, o poste do Juvenal não devia mais estar ficando em pé - epa, epa, epa!); Branca com Macieira; casamento gay sem beijo; criança mutante com dois pais e uma mãe na certidão, e por aí vai.
Agora vem A Favorita, título de novela mexicana, acho que gostarei dessa. Piorando mais, pra mim é melhor.