quinta-feira, dezembro 30, 2010

Final de ano

"Restart and re-boot yourself

You´re free to go

Shout for joy if you get the chance

Password, you enter here, right now

You know your name so punch it in

Hear me, cease to speak that I may speak

Shush now

Then don´t move or say a thing"

("Unknown Caller", U2)

2010 foi um ano legal. Depois de ouvir com atenção minha querida Sacerdotisa (denominada "Voz Interior" no tarô Zen) , entendo que quando paramos e deixamos de escutar anos de condicionamento (pais, amigos, sociedade, gatos, cachorros, etc.), quando ficamos no silêncio e curtimos nossa própria companhia, conseguimos escutar nossa voz interior, nossa verdade, o que queremos realmente e não o que os outros querem que façamos.
Eu sempre fui devagar quase parando pra tudo e sempre achei engraçado a preocupação que as pessoas têm em fazer tudo pra ontem, tudo na pressa, na correria e se acham muita coisa porque são multitarefa, mas são poucas as que sabem quem são realmente além do emprego que têm, do estado civil, da função familiar e dos bens que possuem.
Pra 2011 eu quero, definitivamente, ficar no centro da Roda. Quanto mais agitação, preocupação, mais saio do eixo e vou seguindo para o onde o destino me leva sem ter consciência das mais pequeninas tarefas do cotidiano, fazendo por fazer, fazendo porque os outros fazem e se eu não fizer “não estou acompanhando o mundo”. Oras, que me interessa o mundo... Já dizia nosso amigo Jay-C: o mundo jaz sob o poder do iníquo. Isso tudo passa, isso tudo é ilusão. Vou me divertir, curtir futilidades, claro, mas tenho que ter discernimento para perceber quando não estou escutando mais minha própria voz e apertar o botão "restart and re-boot yourself", porque eu sei quem sou e para onde vou.
Que venha 2011, o ano do Imperador.

terça-feira, dezembro 28, 2010


Sabe o que é, sei lá, às vezes sou tão imbecil, tão idiota.
E sou muito mal-interpretada.
Eu não sou fria, distante, psicopata. Só gosto de dar espaço e liberdade pra quem eu gosto. Não gosto de ser vista como incoveniente, daí eu não ficar enchendo o saco dos outros, impondo minha presença, sabe. Mas mesmo de longe eu gosto das pessoas.

Juro que sou boazinha, não mordo e aprecio muito ajudar o próximo.

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Tô nervosa, vou beber!

Quero que passe logo esse nervosismo, essa ansiedade, estou com medo de fazer cirurgia, estou com medo do que possa estar deixando meu organismo em colapso, aaaaaiiiiii, socorro!

sábado, dezembro 25, 2010

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Natal

Não gosto de Natal. Não consigo ter prazer em ficar o dia inteiro preparando comida, arrumando casa, isto depois de passar a semana anterior correndo para comprar presentes. Tudo isso me cansa, me dá fadiga, uma preguiça...
Este ano não fiz nada disso. Ficarei em casa, como qualquer outro dia. Não moro com uma família modelo, não gosto de ficar fingindo coisas que não existem, portanto, nada de árvore de Natal, presépio, luzinhas enfeitando a casa e o escambau. Nunca me senti como um casal, quase sempre sou excluída de decisões importantes, então liguei o foda-se.
Nada de chamar parentes ou ir até eles. Nada de ficar fazendo diplomacia.
Não vejo a hora de fugir para as montanhas... Chega logo, 2011!



quinta-feira, dezembro 23, 2010

A Lua e Eu


Aproveitando o final de ano para arrumar armários, acabei deixando tudo para trás para reler diários e agendas antigos.
Quando eu era criança eu costumava ter diários, desses que vinham com cadeado e folhas coloridas. Como quase tudo que eu falava era visto como fantasia ou sem importância, me acostumei a escrever e guardar tudo para mim mesma. Depois, na adolescência, a moda era escrever em agendas, fazer colagens e colocar tudo e qualquer coisa na bendita para que ficasse eternizado lá: o dia de um passeio feliz com as amigas, o ingresso de um show, coisas assim. Relendo minha agenda de 1991 descobri que colei um adesivo de absorvente para marcar o dia da minha primeira menstruação! 10 de setembro de 1991, coincidentemente numa lua nova, mesma lua do meu nascimento. Engraçado que na época eu nem sabia desse negócio de Lua Branca e Lua Vermelha, mas gostava de observar em qual fase da lua eu menstruava, acredito que já era um instinto "bruxórico", rs rs rs!
Eu, nas minhas "viagens na maionese", acabei relacionando Lua-diário-memórias-anotações com minha Lua Natal em Gêmeos, conjunta a Mercúrio (em Touro) e ao Sol. Como escrevi acima, sempre gostei de escrever e depois de um tempo reler, praticamente revivendo aquele momento descrito. Minha Lua rege a quarta casa, que representa as raízes, a mãe, o ambiente familiar, ancestralidade, daí o meu gosto de resgatar o passado, tanto o meu quanto da minha família.
Até hoje tenho o hábito de manter um caderno para meus escritos, onde escrevo tudo: sonhos, jogos de tarô e de outros oráculos, minhas alegrias (que faço questão mesmo de registrar pois não são muito frequentes), angústias, fatos engraçados... E eu não consigo jogar fora nenhuma agenda minha, meus diários infantis foram jogados fora, mas desde 1991 todas as minhas agendas (a última utilizada como diário foi em 2000) estão guardadas.
Fiquei os últimos meses na Lua Branca, agora adentro uma fase de Lua Vermelha que, creio eu, durará até fevereiro quando um novo ciclo de Lua Branca recomeçará. O que acho interessante é que esta fase de Lua Vermelha coincide com minha fase de cuidar mais dos meus próprios interesses. Escolhi janeiro para dar prioridade aos cuidados com meu corpo e investir mais no meu trabalho e do nada, booooomp, caí na Lua Vermelha este mês.
Agora é curtir meu momento, aproveitar este ciclo para cuidar mais de mim.

sexta-feira, dezembro 17, 2010

Estou muito aborrecida. Não sei se estou errada em ser assim, mas dou mais valor à coerência do que somente a palavras. Acredito que por ser uma pessoa que ouve mais do que fala, minha atenção é focada na atitude. Cresci num ambiente onde as pessoas não falavam "eu te amo" a toda hora, mas tinham atitudes que me deixavam plenamente ciente do amor delas.
É muito fácil falar que ama, é muito fácil falar que gosta. Óbvio que é importante ouvir as pessoas, as palavras têm seu peso, mas significam nada para mim quando não estão de acordo com o que a pessoa faz. De que adianta proferir aos quatro ventos que me ama e não dar valor às minhas opiniões, meus desejos, enfim, não percebe quem sou realmente, só quer saber se estou ali, minha presença física, e só.
Estou de saco cheio de falar, falar, falar... Não nasci pra isso, ficar falando para as paredes.
Maaaaaas, não quero saber de mudar ninguém. Incomodados que se mudem e desde o ano passado quem decidiu mudar fui eu. Se as minhas mudanças não estão agradando, já dei meu aviso: é só falar que vou embora. Não serei mais eu quem dará ultimatos, cansei disso. Se até agora não quis se livrar da minha presença, então que me aceite do jeito que sou.

sexta-feira, dezembro 10, 2010

Eu e o cigarro


Eu gosto de fumar.
É o meu momento de meditação quando à noite sento na minha sala, sozinha, acendo meu cigarro e fico a pensar na vida.
Incrível como fico tranquila, em paz. Faz mal à saúde? Claro que faz, como tantas outras coisas também. As pessoas ficam abismadas ao descobrirem, por acaso, que fumo. Acho que elas pensam que pra ser fumante eu teria que acender vários cigarros por dia e impor minha fumaça na cara dos outros.
Como é algo que incomoda e afeta não só minha saúde como de quem possa estar por perto inalando a fumaça, prefiro fumar na minha casa e quando estou sozinha. Fumar para mim é uma espécie de ritual: depois das atividades de um dia inteiro, chega a noite e finalmente estou só, na minha agradável companhia. Muito bom poder ficar comigo, pensar nas minhas coisas, soltar fumaça pra cima, bater as cinzas do cigarro no cinzeiro... No máximo dois cigarros por noite e já me dou por satisfeita. Posso estar fazendo um tremendo mal para meu corpo, mas prefiro meu momento de sossego a ficar ansiosa e pensando um monte de besteira, quase beirando à loucura.
Talvez um dia eu pare, talvez não. Agora, prefiro continuar dando minhas tragadas e baforadas noturnas curtindo minha solitude.

quarta-feira, dezembro 08, 2010

Sorry...




Sei que existem datas importantes pelas quais esperamos receber palavras gentis e gestos amigáveis. Sei que é chato não ser lembrado no dia do aniversário. Mas sei também que existem pessoas mais importantes que datas e que merecem receber boas vibrações sempre, independente de qual dia seja. Caguei no maiô bonito, mas deixo aqui meu pedido de desculpas a uma pessoa bacana que não merecia essa cagada.

terça-feira, dezembro 07, 2010

Sequência dos opostos


Estou numa fase meio doida da minha vida, toda confusa... Resolvi fazer um jogo para saber como devo me comportar diante deste momento e, para isto, escolhi o oráculo da Deusa e um método que vem no livro que acompanha as cartas.
Pois bem. O método é simples, somente 4 cartas.



Primeira carta:Qual é a luz da situação, ou que aspecto precisa ser focalizado?



Nesta posição eu tirei Afrodite. Esta é a deusa do Amor. Ela diz que o que eu devo focar na minha vida é o amor-próprio, o cuidado comigo mesma, até porque a verdade é que nunca me vi com bons olhos, sou sempre a pior de todo o universo e minha auto-estima é baixíssima. Portanto, o oráculo foi direto na ferida.


Segunda carta: Qual é a sombra da situação, ou que aspecto a está criando?



A deusa Vila saiu aqui. Nunca tinha ouvido falar desta deusa e ela é uma deusa européia, protetora dos animais, que se metamorfoseava em vários deles, como cisne, cavalo, pantera, serpente... E nesta posição do jogo, Vila mostra que o que está criando esta situação é minha estagnação, minha falta de flexibilidade para encarnar vários papéis de forma harmônica. Também vejo aqui que como tenho baixa auto-estima isto pode acarretar em querer ser tudo para todo mundo e esquecer minha forma primordial, quem eu sou realmente.


Terceira carta:Qual é a atitude adequada a situação, ou o que pode ser feito?



Erínias, a crise. Tenho que reconhecer que estou com um problema sério e pedir ajuda. É momento de eu pensar em resolver meus problemas através de ajuda externa pois não estou em condições de resolvê-los sozinha.


Quarta carta: Qual é a essência da situação, ou o que precisa ser vivenciado?


Ártemis. Vivenciar Ártemis é uma dificuldade para uma mulher Perséfone, te contar. Ártemis aponta que tenho que suprir minhas necessidades, agir de acordo com o que quero e não com que os outros querem de mim. Preciso de espaço só meu, um momento só que seja.

Resumão: se quer ser amada, acorda Alice, respeite sua individualidade, tenha respeito por si mesma e amor-próprio, resolva seus problemas primeiro e depoooooois pense em ajudar alguém.
Gostei deste oráculo?

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Cartas que se repetem



Esta semana cartas que saíram por dois dias seguidos: O Louco e Cerridwen.
Acho que é mais ou menos : "se joga, filha, larga essas coisas que não servem mais fora, faça algo novo, diferente." Mas cadê serotonina suficiente pra fazer isso?


***********************************************************************************
Até que enfim, as nuvens deram uma trégua e pude ficar torrando sob o sol!:)

quarta-feira, dezembro 01, 2010

Preguiiiiiçaaaaaa


Preguiça de tudo. Vontade de deitar e dormir, dormir, dormir...
Não consigo achar graça em nada, então para não dar coice à toa eu queria mesmo era poder dormir bastante e só levantar quando amanhecer um dia bem ensolarado, desses bem quentes mesmo.

terça-feira, novembro 30, 2010

Blogagem coletiva - Vozes dos decks

"Como cada pessoa é uma pessoa, cada baralho de tarot carrega suas características, seu tom, sua voz. Como você escuta o que seus decks lhe contam? Que tom dão para as suas leituras? Qual é voz do seu tarot? Blogagem baseada no texto Vozes dos Decks, na coluna La Pietra Oracolare do Bruxaria.net"

O meu Tarô de Marselha é todo certinho. Quando ele fala comigo é num tom sóbrio, poucas palavras, certeiras. Adoro ele, é um dos meus preferidos! Ele conta as coisas como são sem rodeios mas sempre com um tom de sabedoria antiga, bem O Papa, A Papisa e O Eremita, tanto que tenho dois decks dele, um eu separo somente para meus estudos.

O Mitológico é um fofo! Junto com o Universal Waite ele fala bem doce, cheio de historinhas para explicar bem cada situação mostrada em suas cartas. São bem suaves, lúdicos.

Agora os que eu não consigo entender bem o que falam: Dourado de Botticelli e o tarot dos Santos. Das vezes que usei o Botticelli não consigo escutar nada, ele deve ter falado muito baixo ou em italiano, não entendi muito bem!O dos Santos deve ter falado em latim, como é tudo bem parecido eles ficam juntos lá na estante e parece que emburraram comigo e, penso eu, só falam entre si... Uma pena, pois adoro sotaque estrangeiro!:P

O Housewives é um caso à parte... Comprei-o mês passado e o safadinho fala cada coisa! Num tom bem de reunião de amigas, cheio de malícia e quase beirando à fofoca e maledicência, rs rs rs! AMO! Quando ele chegou aqui em casa pensei que ele fosse ficar mais como artigo de coleção, assim como Botticelli e o dos Santos, mas que nada! Uso pouco mas quando uso, é certeiro como o Marselha e num tom beeeem mais confidente e feminino. E, apesar de não ser nada convencional, está junto com o Marselha separadinho para estudos, claro!

O Tarot Zen é para os meus momentos de reflexão e a voz dele é de um mestre, não julga, bem tranquilex... Só mostra a situação tal como é, não gosta de falar coisas de passado, futuro, ele fala do agora.

Bom, acho que é isso!:)






segunda-feira, novembro 29, 2010

Aloka!







O par de Arcanos que saiu para mim hoje foi O Louco + Cavaleiro de Paus. Uma combinação bem dinâmica e estou surpresa, porque minha vida é tão parada que só consigo imaginar literalmente algum doido na rua andando com pedaço de pau pra dar porretada em alguém (espero que não seja em mim!). Acredito que acontecerão situações inusitadas e lidarei com elas de forma ousada.








Do Lenormand, hoje retirei A Carta. Como decidi esta semana tirar somente uma carta por dia, me ferrei, fiquei sem saber o tipo de notícia, comunicado, papel que esta carta representa. Me froidi.









Do Oráculo da Deusa, a querida de hoje é Afrodite. Mais uma vez e novamente um alerta para que eu tenha mais amor-próprio, bla bla bla... Afrodite é uma fofa, como minha auto-estima está lá no pé, apareceu logo para me ajudar! Não posso ficar esperando amor dos outros, preciso mesmo gostar mais de mim.








Juntando tudo vamos ver como é que fica:
Eu precisarei de uma boa dose de amor-próprio, além de muito ímpeto e ousadia para lidar com situações inusitadas que chegarão, talvez, em forma de uma notícia inesperada. Aloka.


sábado, novembro 27, 2010

Amor e Justiça



Aconteceu algo curioso hoje: repetiram-se as mesmas cartas como carta do dia, tanto do Lenormand quanto do oráculo da deusa. As cartas de hoje são as mesmas da última quinta-feira, O Buquê e Maat.
O Buquê evoca sinceridade, uma oferta agradável e, de acordo com a interpretação que li aqui, é um sinal de que sou amada e que as pessoas gostam de mim do jeito que sou. Juntando isto com Maat, penso que é um alerta para que eu aceite ser amada não por que eu mereça, mas porque é assim que as coisas são. Colocando a pena de um lado e o meu coração do outro na balança, estou sendo sincera nos meus sentimentos, melhor ainda, a recíproca é verdadeira...

sexta-feira, novembro 26, 2010

Poder


Comprei o Oráculo da Deusa e o Oráculo da Lua.
Fiquei pasma com a precisão dos dois, este último então, me assombrou mostrando datas de eventos passados e futuros. Agora estou na fase de manipulá-los todos os dias, criando vínculo e familiaridade com os dois.
Hoje tirei uma carta do oráculo da Deusa. Lilith. Palavra-chave: Poder.
Não sei ao certo o que é poder. Talvez por ser uma mulher do tipo Perséfone eu não tenha consciência do meu poder.. Tenho uma mãe bem-resolvida, mas superprotetora (uma Deméter, diga-se de passagem) e do tipo "faça o que eu mando e não o que eu faço". Então cresci vendo minha mãe fazer tudo o que sempre quis, conquistar sucesso em todos os setores da vida, exercendo seu poder da forma mais natural do mundo, mas quando eu queria fazer algo parecido ela dizia (e diz até hoje se der abertura): "Não, você não precisa passar pelo que passei nem fazer o que eu fiz". Sabe, como se o que ela tivesse feito fosse muuuuuuito errado. Então é errado sair de sua cidade natal aos 18 anos porque você não vê possibilidades de se desenvolver lá? É errado amar uma pessoa e ficar com ela contra tudo e contra todos e ter 3 filhas com esta pessoa? É errado dar um pé na bunda do Zé Mané que a traiu, mesmo ficando com filhas para criar e desempregada?
São tantas coisas que minha mãe fez que me faz ter orgulho de ser filha dela mas ela sempre teve uma postura de "o mundo é injusto com as mulheres, nenhum homem aceita de verdade uma mulher que tenha poder sobre sua própria vida".
Então hoje escolhi esta carta do baralho e me prontifiquei a pensar sobre a questão do poder, especificamente o meu. Tenho que me esforçar para ter consciência do meu poder, que eu posso fazer, ter, ser. Mais ainda na questão de exercer minha sexualidade, já que ninguém é dono do meu corpo, nem meus pais, marido, ninguém.

quinta-feira, novembro 25, 2010

Armadilha de Satanás

Sabe quando aparece no seu caminho algo tão bom, mas tão bom que você desconfia? Pois é. Uma verdadeira armadilha de Satanás. Por que não existe tentação com coisa ruim, só com coisa boa? Mas não tenho mais vontade de fugir, não. É como o cigarro: me contento com 2 por dia, uma tentaçãozinha controlável... Só um pouco, de vez em quando, que mal fará?

sexta-feira, novembro 19, 2010

Tanto tempo que eu não sei o que é ficar passando mal...
Odeio ficar doente. Não sei o que o 4 de Paus que saiu pra mim como carta do dia tem a ver com isso. Projetos que dão certo, bases consolidadas para seguir adiante, harmonia. Só se meu organismo está se livrando de tudo o que é ruim pra ficar "harmônico".

quarta-feira, novembro 17, 2010

Presente!




Depois de um dia regido pelo 9 de Espadas, tenho a grata surpresa de receber um selo lindo, vindo do Germinando, blog da Luciana Onofre.







terça-feira, novembro 09, 2010

Ultimamente algumas cartas têm saído com muita freqüência pra mim como a carta do dia. Praticamente de 1 mês pra cá as mais repetidas foram Valete de Copas, 2 de copas, A Sacerdotisa e 6 de Espadas. Ainda não parei para refletir sobre estas 4 cartas, mas sinto que se elas vêm se repetindo tanto assim, tenho que parar para prestar mais atenção a minha Voz Interior, ficar mais aberta a gestos amigáveis e deixar as coisas acontecerem naturalmente, seguir em frente mesmo sem saber ao certo o que encontrarei.

segunda-feira, novembro 08, 2010

Ai, Jesus...


Nem em dezembro estamos e todo mundo ao meu redor fala de Natal. Uma simples ida ao mercado é um inferno, aquele amontoado de gente se esbarrando, falando, encostando, que droga. Gosto muito de contato físico, mas com quem eu conheço, oras. Sem contar que nunca compreendi esse lance de arrumar casa pro Natal, dar presente no Natal. Fico feliz quando presenteio porque a pessoa merece, porque quero.
Nunca me entrou na cabeça comemorar o aniversário de alguém que foi embora há praticamente 2 mil anos prometendo que ia voltar e até agora, nada. Sem contar que, no lugar dele, eu também não voltaria. Cacete, nego comemora o aniversário do cara meia-noite, sem bolo, sem velinha pra soprar e nem tem parabéns. Que raio de aniversário é esse?! E nem convidam o próprio, ficam esperando um velho gordo vestido de vermelho que vai deixar presente pra quem? Pra Jesus? Não, o aniversariante não precisa de presente, precisa só revestir o coração das pessoas de paz e amor. Palhaçada. Depois querem que ele volte...


segunda-feira, novembro 01, 2010

Já é o segundo ano que passa sem a presença dele para eu poder desejar feliz aniversário.
Saudade grande.

quinta-feira, outubro 28, 2010

Estou num momento tão estranho da minha vida. Sei lá.
Preciso voltar a tirar um dia só pra mim, de recolhimento, mesmo. Tem vezes que cansa ser sempre a boazinha, prestativa, leal, fiel. Também tenho meus momentos de egoísmo, de fingir que não vi que queriam ajuda, de sabotar, de um monte de coisa errada mas que não matam ninguém, oras.
Ai, que ódio.
É muito alto o preço que se paga quando preferimos sermos boas a sermos felizes.

terça-feira, outubro 26, 2010

Blogagem coletiva - Quem fala com você?



"Somos tarólogas e tarólogos. Quer dizer, só tarólogas? Definitivamente, não! Em nosso mundo existem pessoas que são muito sintonizadas com o Universo que nos cerca e que conseguem, através de diversas ferramentas compreender o andar da Natureza e aprender mais sobre si. São os oráculos e, com eles, a voz do divino. Assim, agora, queremos saber: Quem fala com você?"
(Texo: Pietra, Arte Visual: Luciana)

A blogagem coletiva proposta por Pietra e Luciana tem como tema com qual oráculo temos maior afinidade. Eu comecei com runas, aos 14 anos. Mesmo não conversando mais com elas como conversei naquele inverno de 1993, é incrível como ainda guardo na memória os símbolos, seus nomes e significados. Talvez por me interessar por mitologia (nórdica, romana e grega) desde que aprendi a ler, a conversa com esse oráculo tenha fluído fácil, fácil.
Mas com quem mantenho contato, diálogos constantes, são as cartas. Joguei tarô muito tempo utilizando somente os Arcanos Maiores. Também jogo com o baralho cigano (Lenormand), mas com quem acontece uma identificação maior é o tarô. Independente de qual baralho converso, cartas me fascinam desde criança, até porque lembro de com 5 anos achar cartas de tarô destacáveis no quarto da minha avó. Fiquei destacando aquele conjunto de figurinhas diferentes e a que me chamou mais atenção foi a carta com a caveira. Claro que depois perdi todas as cartas, sei lá que fim levaram, e só me reencontrei com o tarô em 1999.
Tenho o baralho wicca também, mas nunca usei para fazer leituras para outras pessoas, só leio para mim mesma.
Não sei de onde vem esta preferência por cartas, este gosto de embaralhá-las, cortar, e muitas vezes dispô-las sem um método definido, somente colocando-as uma do lado das outras, montando frases, histórias e obtendo respostas de forma precisa. Engraçado que minha avó paterna conta que meu bisavô, pai dela, conversava com a natureza: o céu, nuvens, animais, tudo ele interpretava. Cada um com seu oráculo...
Agora que venho trabalhando com o tarô é praticamente impossível ficar um dia sem conversar com ele. Tem os que eu tenho mais afinidade e eles são o de Marselha, Waite e o Mitológico. De umas semanas para cá conheci melhor o tarô Zen e começamos a criar certa intimidade. Tenho intenção de comprar mais alguns decks, até porque com o tempo minhas cartas estão ficando gastas pelo uso.
Bom, resumindo, quem fala comigo são o tarô e as runas (por mais tempo que passe sem contato não perco a intimidade com elas).






segunda-feira, outubro 25, 2010


Há cinco anos eu estava prestes a dar à luz meu filho. Ele nasceu aos 17 minutos do dia 26.10 e a partir deste dia eu nunca mais fui a mesma. Mesmo com todo o convívio de 9 meses dentro de mim numa união perfeita, só depois que ele nasceu caiu a ficha de que sim, eu era mãe. Depois de 26 anos vivendo como filha era o momento de despedir-me desse papel. Óbvio que nunca deixarei de ser filha de minha mãe, mas o papel de alguém que precisa ser guiada, amparada, não me cabia mais. Não foi de um dia para o outro que a jovem morreu. Foi aos poucos, e acho engraçado que grande parte das pessoas de meu convívio tem dificuldade de me enxergarem como adulta e mãe. Pode ser porque não me encaixo no modelo de mãe que a maioria compreende como sendo o certo a seguir, aquela mãe que leva no parquinho, festinhas de aniversário, que entra em competições veladas sobre quem cuida melhor do filho.
Só sei que me sinto bem em saber que sou mãe de uma criança maravilhosa que faz questão de me incluir na oração católica (Em nome do Pai, do Filho, da Mamãe, do Espírito Santo, Amém), que diz que me ama, que me abraça bem forte e gostoso, que tem o riso mais lindo do mundo e que me faz curtir pequenos prazeres que eu sempre me privei por medo de me divertir.
Desejo ao meu filho tudo de bom neste quinto aniversário de sua vida, ele merece o melhor sempre, por tudo que tem me oferecido nestes anos com sua adorável presença.

sexta-feira, outubro 22, 2010



Não vejo a hora de comprar meu tarô baseado nas HQs de Manara! Seguindo a regra de adquirir um e doar outro, ainda não sei qual será meu presente. Até final do mês do que vem resolvo, mas o meu Manara já é lei: deste ano não passa!


quinta-feira, outubro 21, 2010



"And when I see you then I know it will be next to me
And when I need you then I know you´ll be there with me
I´ll never leave you
Just need to get closer, closer
Lean on me now"
(Closer, Travis)

sexta-feira, outubro 15, 2010


Ano passado eu jurava de pés juntos que era Rainha ou Princesa de Ouros. Fiz o teste dos tipos psicológicos e descobri que sou INFP, o que nas cartas da corte do Tarô seria Valete\Princesa de Copas.
Nunca lidei bem com meus sentimentos, sempre detestei mulheres que se fingem de frágeis, sinuosas, que manipulam informações e pessoas para que no final saia tudo como planejaram e então, pimba! Tudo o que sempre mais odiei nos outros é o que tenho muito forte e tento esconder a todo custo. Na hora que meus sentimentos vem à tona, claro e óbvio que merda acontece. O engraçado é que fica parecendo sempre que as coisas acontecem aleatoriamente sem eu ter uma culpa direta, sabe... Muito engraçado.
Estou assumindo aos poucos que sou Copas. E, quem diria, Hollywood Tarot entende das coisas...



"The Queen of Cups is the Snow Queen. Infinitely lovely, gracious, kind and generous, she is completely aware of who she is at all times. She is in control of every situation, and every emotion.
You cannot touch her. You may connect with her, but only on whatever level she deigns to allow."

quinta-feira, outubro 14, 2010

Paciência


Hoje é dia para eu ficar na minha, sem ansiedade, só esperando o desenrolar dos acontecimentos.
Não adianta eu ficar ansiosa, cheia de expectativas, tudo tem seu tempo. Domingo é o dia "D". Mas somente no domingo, hoje é quinta-feira e eu preciso espairecer minha cabeça.

sexta-feira, outubro 08, 2010

Quem é o Rei da sua casa?









"Nós somos mesmo as Rainhas do Lar. Algumas em treinamento outras bem estabelecidas, algumas mais ali, outras bem certas de como levam as suas casas. Tarólogas. Mulheres. Mas... cercadas de homens!! Reis foram muitos pela História. O Terrível, O Invencível, O Grande. O convite agora é para pensarmos: qual percepção que temos dos homens que regem a casa conosco? Conhecer quem divide o reino com a gente acaba por aproximar um universo inteiro de nós, afinal de contas: meninos são meninos. Maridos, pais, irmãos, namorados, filhos (sim, por que não?). Quem é o Rei da sua casa?"



(Texto: Pietra Di Chiaro Luna; Arte Visual: Luciana Onofre



Organização: Pietra e Luciana)



Na minha casa, ao lado da Rainha de Copas está o Rei de Ouros.
Tem seu próprio negócio, não gosta de ter patrão. Sente-se bem colhendo os frutos do seu trabalho e gosta de usufruir o conforto do lar um tanto quanto bagunçado pela companheira de Copas e pelo filhote.
Outra característica interessante desse Rei que tem tudo a ver com o meu marido é a satisfação que sente em dar presentes, não sendo bem uma atitude para comprar o afeto ou simpatia dos outros, mas simplesmente porque gosta de partilhar a sua "colheita".
É, para aturar uma Rainha de Copas meio alheia às questões práticas, só um Rei de Ouros!









quinta-feira, outubro 07, 2010

O que é bom pra mim, pode não ser bom para outra pessoa.


Outra pessoa pode não merecer passar por algo. Mas eu mereço ter minha recompensa.


Eu MEREÇO!

sexta-feira, setembro 24, 2010

Rainhas do Lar


Rainha do lar me lembra o naipe de Ouros com toda a sua exuberância, produtividade, as comidinhas feitas com apuro, a casa bem arrumada e bem clara. Mas também tem um quê de disciplina, organização, argumentação na hora de barganhar na feira que me faz pensar em Espadas. E a criatividade em inventar brincadeiras, transformar os brinquedos dos filhos, do naipe de Paus. E os momentos em que ela não fala nada, só escuta e ainda em silêncio, geralmente com um sorriso enigmático, faz exatamente aquilo que desejamos, bem Copas.

Eu acreditava ser uma Rainha de Ouros misturada com Espadas, mas ultimamente Copas tem sido bem mais forte.
Minha casa está se transformando sempre, de acordo com meu humor. Muitas vezes me vejo absorta, a pia cheia de louça pra lavar, teias de aranha nos cantos da parede... Uma Rainha de Ouros não suportaria isto!
Assim que comecei a estudar os Arcanos Menores fiquei com certa implicância com a Rainha de Copas, achava tudo ligado a este naipe "sentimentalóide". Assim, condicionei minha Rainha de Copas a uma mulher frágil, sempre se escondendo atrás de um homem. Minha implicância com ela diminuiu quando ganhei o Tarô Mitológico no qual ela é representada por Helena, a mulher enigmática que faz o que quer, mas sempre dando a impressão que é levada, dominada, quando na realidade é bem o contrário.
Ela parece que vive em dois mundos, o terreno e outro só dela, difícil de compreender.
A minha Rainha é a de Copas, só agora admito isto. Decks de tarô espalhados pela sala e eu escrevendo sobre tarô no computador. :)

quinta-feira, setembro 23, 2010

Rainhas do Lar - Blogagem coletiva

Blogagem coletiva proposta por Luciana Onofre e uma amiga, do blog "Germinando":




Somos tarólogas. Somos donas de casa. E se toda casa é um castelo, nós somos as Rainhas do Lar. Mas as rainhas pela História foram tantas de tantos jeitos que resolvemos fazer uma reflexão coletiva: Qual Rainha é você? Olhe o seu tarot, veja suas cortes; se você tem o Housewives Tarot melhor ainda! Conte para a gente seus segredinhos de corte doméstica e nos diga: qual Rainha do Lar é você?


Olá, queridas amigas que gostam de tarot. Queremos convidar a todas para participarem da blogagem coletiva Qual Rainha do Lar é você?
O objetivo dessa blogagem é fazer uma reflexão interessante sobre a sua percepção pessoal como cuidadora do seu lar, como aquela que carrega as águas, a rainha do tarot, como mulher e como isso faz você interagir com toda a comunidade ao seu redor. Vale pensar também qual é o seu significante em termos de cortes; qual melhor te representaria em uma leitura.
Como funciona?
No dia 24 de setembro, sexta-feira, cada uma coloca em seu blog seu texto refletindo sobre como se é uma rainha do lar e em qual dos arquétipos das rainhas das cortes do tarot você melhor se enquadra. Queremos assim, discutir, conversar e refletir sobre cartas importantes, como a das cortes e como elas se refletem como espelhos de nossas realidade. E até que ponto podemos carregar um arquétipo dentro de nós.
O seu texto pode ser baseado em quaisquer baralhos de preferência e nos significados e visões mais tradicionais ou alternativos.
Coloque a chamada e o button em seu posting:


Somos tarólogas. Somos donas de casa. E se toda casa é um castelo, nós somos as Rainhas do Lar. Mas as rainhas pela História foram tantas de tantos jeitos que resolvemos fazer uma reflexão coletiva: Qual Rainha é você? Olhe o seu tarot, veja suas cortes; se você tem o Housewives Tarot melhor ainda! Conte para a gente seus segredinhos de corte doméstica e nos diga: qual Rainha do Lar é você?
Se você for participar nos mande um mail: creattrix@gmail.com Para podermos, posteriormente, divulgarmos uma lista de tos os postings feitos.
Beijos e carinhos,
Luciana!




quarta-feira, setembro 08, 2010

Admito que gosto de saber o que determinadas pessoas pensam e sentem sobre mim. Fui dar uma olhadinha bááásica no Tarô e...
Descobri que uma determinada pessoa me acha convencional demais (O Sacerdote), por isso controla seus sentimentos por mim (A Força) mantendo nosso relacinamento como amizade. Na verdade não sabe ao certo o que quer comigo (O Louco), até porque eu também fico meio que numa atitude em cima do muro...
É, mas eu prefiro acreditar que a realidade é outra, que eu que estou confundindo as bolas vendo coisa onde não existe e que existe somente amizade.

quinta-feira, agosto 05, 2010

O Espírito Santo é mulher

Shekinah - carta do Baralho Wicca




Meu marido costuma fazer o sinal da cruz no nosso filho antes de pô-lo pra dormir e também já estamos acostumados a incluir "mamãe" nesta hora porque meu filho pensa que o Filho ficaria triste sem a mãe. No final fica "Em nome do Pai, do Filho, da Mamãe e do Espírito Santo, amém".
Ontem disse a ele que não existe mamãe nesta parte, é só o Pai, o Filho e o Espírito Santo, não tem mamãe. Sem hesitar em nenhum momento, meu filho respondeu : "Então o Espírito Santo é mulher!". Eu ri, lógico, e perguntei a razão do Espírito Santo ser mulher. A resposta? "Ué, pra ser a mamãe, como pode ter o papai, ter o filho e não ter a mamãe"?









terça-feira, junho 22, 2010

Fazendo testes para confirmar meu tipo no eneagrama. Sou 4, com certeza. Subtipo Preservação.


Main Type
Overall Self
Take Free Enneagram Personality Test

segunda-feira, março 15, 2010

Tarô e BBB - primeiro paredão duplo

Anamara ou Michel, quem será o eliminado de amanhã?


Seguindo a linha de raciocínio do amigo Yub, que também posta seus jogos e interpretações sobre o possível eliminado da semana em seu blog, resolvi mudar meu questionamento. A partir de agora o que será avaliado é a possibilidade do participante ser eliminado, e não sua permanência.


Voilá:


Anamara

Situação: A Roda da Fortuna + 2 de Copas
Chances (de ser eliminada): O Diabo + Rainha de Espadas
Resultado: Os Enamorados + 4 de Espadas



Michel


Situação: A Força + 4 de Copas
Chances (de ser eliminado): A Torre + 9 de Paus
Resultado: A Estrela + 10 de Copas



Anamara está ansiosa, instável (A Roda da Fortuna) e por isso procura criar um ambiente mais cordato, harmônico e acredito também que esteja querendo formar alianças (2 de copas). Michel já tem uma carta melhor que Anamara, A Força, mas acompanhada do 4 de copas demonstra que pode não estar enxergando o próprio valor, encontra-se aborrecido e pode perder uma oportunidade de mostrar o seu caráter.


A casa das chances de Anamara está mais forte que a de Michel. Ela com O Diabo e Rainha de Espadas tem mais chances de modificar sua situação, agindo de forma mais sagaz, tentando manipular certas situações sem usar seu lado emocional de maneira tão descontrolada com vem fazendo ao longo do programa (dêêêêrrrrrrr, confesso que assisto).
Já Michel, com A Torre, depende exclusivamente agora da opinião pública, não me parece que algo que ele faça nestas últimas horas antes do paredão consigam reverter a imagem que têm dele aqui fora. Como o 9 de Paus é aquela última força que nem acreditávamos que ainda existia, aposto que as pessoas que querem que ele permaneça batalharão muito pela sua permanência.


A Estrela e o 10 de Copas de Michel já me deixam com o pé atrás. Geralmente A Estrela não garante nada, e ainda está com o 10 de Copas. Essa carta da Estrela deixa a pessoa com esperança, mas sair num resultado onde o resto do jogo não está tão bom assim é como se a pessoa esperasse, esperasse... Pelo jogo inteiro do michel, penso que ele está com esperanças de sair e encontrar novamente sua zona de conforto (10 de copas) do que permanecer no BBB.
Acredito mais na eliminação do Michel por conta das 3 casas, já na primeira mostrando ele meio enfadado de tudo, sabe.
Anamara está com Os Enamorados e 4 de Espadas. Acredito que ela sairá do paredão indecisa, dando um tempo dos grupinhos formados na casa, preferindo se isolar para melhor decidir se continua tentando se aliar a alguém ou continua a jogar sozinha.

É. É isso. Agora é esperar o resultado pra ver. Mas olha, vou ficar surpresa, chocada e passada se Michel ficar no programa, porque seria a primeira vez da Estrela converter um jogo tão fraquinho.

segunda-feira, março 01, 2010

Tarô e BBB

Começo minhas postagens de 2010 com BBB. Tá que muita gente odeia, tem verdadeira ojeriza, mas não consigo me desfazer do hábito de pegar meu Tarô a cada "paredão" formado. Para alguns pode parecer besteira, mas é uma forma a mais que encontrei para estudar o método "Situação\Chances\Resultado".
Os candidatos para a eliminação de amanhã são Cláudia, Eliane e Dourado.
Formulei a questão focando nas chances cada candidato permanecer no BBB após o paredão de amanhã.

Cláudia
Situação: A Sacerdotisa + Rainha de Copas
Chances: O Sol + 5 de Paus
Resultado: O Eremita + Cavaleiro de Espadas

Eliane
Situação: A Lua + 8 de Paus
Chances: A Torre + Valete de Ouros
Resultado: O Carro + Ás de Paus

Dourado
Situação: O Diabo + 9 de Ouros
Chances: A Morte + 8 de Copas
Resultado: O Eremita + Cavaleiro de Paus

Dos 3, o que me parece confiante de que volta é Dourado. Tenho pra mim que ele acha que sua decisão de indicar Cláudia foi acertada e bastante estratégica e com isso ele conta com sua recompensa, a permanência na casa.
Cláudia está apreensiva quanto a este paredão, está fechada e não exteriorizando o que realmente pensa e sente. Eliane não consegue vislumbrar com clareza como se sairá neste paredão, mas acredita ser uma oportunidade de esclarecer situações dúbias e ver se está certa ou não na sua postura dentro do programa.

Agora nas chances o bicho pega. Lembro que em outro paredão (Alex\Eliéser\Fernanda) Alex tinha o Sol na casa das chances e o Eremita no Resultado e simplesmente va-zou. Daí que eu passei a ficar meio bolada com O Sol na casa das chances, rs rs rs... Mas tá, vou tentar me desligar do outro paredão e me focar neste.
Eliane me vem logo com uma Torre nesta casa, acompanhada de um Valete de Ouros. As chances dela permanecer são bem poucas, ainda mais comparando com os arcanos que saíram para Cláudia, um baita Sol carregando com ele um 5 de Paus que batalha pela vitória.
Para Dourado esta casa também não é muito promissora, A Morte com 8 de Copas sinaliza uma despedida, as chances para ele também não estão lá essas coisas...

Quanto ao resultado, O Eremita saiu tanto para Cláudia quanto Dourado, e acompanhados de Cavaleiros, para ela as Espadas, e para ele Paus. Eliane vem com O Carro e o Ás de Paus. Analisando as casas e não o todo, o resultado de Eliane é melhor que os outros, mas neste caso, depois de uma Torre, é mais provável Eliane sair do BBB e recomeçar sua vida.
Minha opinião é de que os 2 Eremitas permaneçam isolados no BBB e Eliane parta para sua jornada aqui fora.

UPDATE: As enquetes apontam Cláudia como a provável eliminada de amanhã. Estou começando a encrencar novamente com O Sol na casa das chances, hein... Será que as casas de Situação e Resultado estão contando mais? Esperar pra ver o que acontece amanhã.